LCHF: Exames depois de 75 dias

Passados 75 dias depois da adoção da low-carb, decidi fazer uma outra leva de exames para saber como o meu corpo estava lidando com isso. Antes de entrar nos resultados: fisicamente, tudo parece estar perfeito, com disposição em alta, resistência forte, alto poder de concentração etc.

No entanto, a continuidade da dieta pode estar em risco por conta de um dos indicadores. Vamos a todos:


Em geral, quase todos os indicadores melhoraram: Gama-GT, TGO e TGP, três dos principais indicadores de função hepática, caíram substancialmente (45 para 34, 42 para 32 e 54 para 40, respectivamente).

A glicose também caiu (86 para 82) , juntamente com a insulina (3,5 para 3). O colesterol total subiu levemente (177 para 181), sendo que o HDL foi de 53 para 51 e o LDL de 107 para 120. Todos dentro da normalidade, assim como TSH e T4 Livre.

Tudo também está relacionado à perda de peso: nesses últimos 90 dias, como pode ser visto no gráfico abaixo, 6,7kg desapareceram praticamente sem esforço:

  

Tudo estaria perfeito não fosse um dos marcadores: a Ferritina. Esta disparou de 257 (há mais de 1 ano) para 334 (há 45 dias) e, agora, foi para 430. Ainda está dentro da normalidade (que fica entre 17,9 a 464) – mas foi um salto alto demais para ser ignorado.

Há, claro, hipóteses plausíveis – incluindo um excesso de consumo de carne vermelha que pode ter gerado o crescimento na Ferritina aliado à queda de outros indicadores relacionados ao fígado. Via das dúvidas, já vou cortar a carne vermelha do cotidiano e trocar por salmão, atum ou frango. 

E, claro, está na hora de fazer uma ressonância e de ir ao médico para uma leitura mais científica de todos esses resultados. Na pior das hipóteses, talvez seja o caso de, com pesar, abandonar a LCHF . 

A vida deveria ser mais fácil.

Anúncios

9 comentários sobre “LCHF: Exames depois de 75 dias

  1. Bom dia Ricardo,

    Pra mim o seu resultado em geral esta perfeito.

    Quanto à ferritina, posso estar enganado mas parece que doação de sangue resolve o problema.

    Porque não escreve um comentário no Blog do Dr. Souto e veja o que ele acha sobre isso?

    • Oi André! O meu caso é um pouco mais complicado porque tive problemas hepáticos sérios no passado, inclusive levando a tirar parte do fígado. Qualquer crescimento assim em marcadores como ferritina pode ser perigoso.

      Há, mesmo, a possibilidade de ser consumo de carne vermelha em excesso. Vou para o meu médico quando voltar de Comrades mas, hoje mesmo, farei uma ressonância para checar como tudo está. Espero que as notícias sejam boas!

      • Perfeito Ricardo, entendo que realmente você deve investigar melhor considerando que já teve problema e já removeu parte do fígado.

        Mas indiquei comentar lá no Blog do Dr. Souto que é um médico que vai te dar uma resposta sincera, sem deixar levar pela alimentação.

        Digo isso porque acompanho bastante os comentários que são feitos e as pessoas tem o costume de qualquer coisa culpar a alimentação e as vezes até podemos exagerar e achar que existe um problema quando tudo está normal.

        Na dieta Low Carb é extremamente normal a pessoa ter ferro em abundância (se não for vegetariano). Já vi em um comentário o Dr. falando que em muitos dos pacientes ele recomenda fazer doação de sangue regularmente, justamente para manter os ‘níveis normais’ de ferro no sangue.

  2. Olá Ricardo. Concordo com o André. Faz algum tempo estava ouvindo um podcast do “Corrida no Ar” com a participação do Dr. Souto, referente a alimentação low carb e paleolítica aplicada a corrida. E o mesmo sugeriu que os individuos do sexo masculino fizessem doação de sangue periodicamente para baixar o excesso de ferro no sangue. Acho que resolveria o problema da ferritina, porém por você ter sido exposto a procedimento cirúgico a pouco tempo, e envolvendo o fígado, acredito que talvez deva optar por outra medida de controle.

      • Concordo. Pelo seus relatos, a nova alimentação proposta obteve muito mais prós que contras. E eu aos poucos estou tentando migrar para a mesma. Espero que identifique uma solução bem rápida. Compartilho aqui um interessante texto que li ao pesquisar sobre o assunto. Apesar de considerar que você já tenha feito o mesmo. :)

        http://www.leandrominozzo.com.br/blog/?p=558

      • Juan, valeu pela indicação o blog! Já fiz ressonância magnética e aparentemente tudo está normal, exceto mesmo pelo leve excesso de ferro.

        Bom… amanhã me mando pra Comrades e na volta farei uma consulta com meu médico que, de toda forma, me tranquilizou bastante depois de ter visto os exames por conta da queda de indicadores mais importantes como Gama-GT, TGO e TGP.

        Li alguns posts sobre fazer doação de sangue e diminuir a carne vermelha como formas de se reduzir e ferritina. Já estou cortando a carne, mas devo validar isso tudo com ele quando retornar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s