Sawubona, Drakensberg!

Rumo a Comrades 2018

Hoje é a véspera.

O calçadão de Durban já amanheceu coalhado de corredores liberando a ansiedade pelos pés, cozinhando suas tensões nessas poucas horas que faltam.

Mas, como comentei no post de ontem, a melhor coisa de se estar em um paraíso como a África é poder curtir cada instante que ele proporciona. E, por essas bandas, isso inclui um pequeno trekking pelas montanhas Drakensberg, passeio que fiz junto com o Nishi, que também buscava algo diferente no dia.

O nome zulu da região, na realidade, é uKhahlamba: Drakensberg, que significa “espinha do dragão” em Afrikaan, idioma dos bôeres, veio depois.

O trekking em si é curto, de cerca de 1 hora – perfeito para o dia. E a vista… essa é indescritível. Rochedos gigantes parecem brotar de todo lado, contrastando com um céu densamente azul e uma vegetação híbrida, montanhosa, do tipo que tenta sobreviver em condições complicadas. Pelo…

Ver o post original 150 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s