Desbravando a costa selvagem (em um dia pra lá de intenso)

Rumo a Comrades 2018

Uma das melhores coisas de se correr é o conjunto de experiências novas por onde as pernas passam a te levar.

Claro: há mais em torno da Comrades, por exemplo, dos que os 90km que separam Durban de Pietermaritzburg. Há tudo em volta.

Há a cultura Zulu. Há os macacos nas estradas. Há o turbilhão de idiomas e credos que circulam pelas ruas. Há o cheiro de curry da cidade que mais tem indianos fora da Índia. Há as águas quentes do Índico, sempre convidativas. Há a savana que fica logo ali.

E vir para cá deixando de saborear cada centímetro desse país incrível é, para dizer o mínimo, uma perda de oportunidade.

Já pousei aqui com esse pensamento: depois das 12 horas de viagem onde mal dormi, deixei as malas no hotel e saí para uma corrida. Fiz toda a orla, entrei pelos três estádios (Kingsmead, de cricket, onde…

Ver o post original 438 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s