Checkpoint 3: Semana de pico finalizada

Rumo a Comrades 2018

Na semana passada estava um pouco preocupado com esse estágio final de treino. Não sabia se deveria considerar a Estrada Real como o longão mais forte ou se deveria puxar mais neste final de semana, nem que fosse por uma questão puramente motivacional.

Detesto ficar no limbo da indecisão – sempre detestei. Assim, de um minuto para o outro, decidi aproveitar o feriado e inserir na sexta cedo alguma coisa na casa dos 50km. Decisão perfeita.

O treino inteiro foi em ritmo leve, fechando na média de 7m13s/ km, e incluindo uma série de subidas fortes o suficiente para simular o percurso africano. A rota em si não poderia ter sido melhor: foi uma espécie de volta por São Paulo, passando por pontos que amo correr da cidade e que funcionaram como uma espécie de viagem histórica por todos os séculos que sustentam a metrópole, desde a época da sua…

Ver o post original 326 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s