Sobre treinar-se a si mesmo

Rumo a Comrades 2019

Logo que o meu treinador evaporou, minha primeira reação foi de frustração.

A segunda, de raiva. E a terceira, claro, de dúvida. O que faria a partir dali, com pouco mais de um mês para fechar o preparo para a Comrades? E as próxima provas, incluindo a Indomit 100K, que se caracteriza como um terreno absolutamente desconhecido?

Pois é… nada que um pouco de calma e autoconhecimento não resolvam.

Afinal, quase toda a minha vida de corredor foi feita sem nenhum tipo de apoio profissional. Tudo o que sei aprendi com amigos e com a Internet, essa fonte inesgotável de pesquisas, artigos técnicos, vídeos educativos e assim por diante. E quer saber? Em anos correndo nunca tive nenhuma lesão, nem mesmo leve, que me afastasse por mais que alguns poucos dias das trilhas.

Foi sozinho que aprendi postura, cadência, biomecânica e identificação de problemas que poderiam virar lesões. Claro: quando…

Ver o post original 108 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s