Caminhos da Rosa: Planejamento

No total, Thiago e Luana, os dois pacers do time, se prepararam para correr comigo 60km cada. Com duas observações importantes: depois que o Paulo saiu, Luana acabou se preparando para fazer o percurso inteiro; e Thiago está com uma sinusite que pode dificultar um pouco os planos. 

Bom… Eu sempre corri sozinho, então enfrentar eventuais quilômetros soltos não seria, digamos, o final do mundo. Ainda assim, boas companhias são sempre bem vindas, principalmente em provas áridas como essa. 

O objetivo é fazer a prova em 24 horas, o que dá um pace de, aproximadamente, 10m17s/km. 

Obs. 1: O tempo limite da prova é de 30 horas.

Obs. 2: para os mapas abaixo, desconsiderar todo o texto azul acima dos perfis altimétricos – a contagem deles se refere ao percurso maior da prova, de 250km, sendo que a minha começa 110km depois.

Trecho 1: Morro da Garça a BR259


  • Pacer: Luana
  • Tempo estimado de chegada: 20:00-20:30
  • Meta de pace médio: 8min/km 

Trecho 2: BR259 a BR135


  • Pacer: Thiago
  • Tempo estimado de chegada: 02:30-03:00
  • Meta de pace médio: 8min/km 

Trecho 3: BR135 a Fazenda Paulista

  

  • Pacer: Luana
  • Tempo estimado de chegada: 05:50-06:30
  • Meta de pace médio: 10min/km 

Trecho 4: Fazenda Paulista a Cordisburgo


  • Pacer: Aberto/ quem quiser
  • Tempo estimado de chegada: 13:00-14:00
  • Meta de pace médio: 11min/km 

A possibilidade do planejamento ser seguido à risca? Mínima. 
Mas é sempre um alívio ver as coisas que o papel aceita.

Anúncios

Organizando o Caminho: equipe e checklist

Quarta-feira, 3 de agosto, 9 da noite.

Hora de começar a REALMENTE organizar a ultra, mesmo porque essa inclui um time de apoio próprio.

Enquanto escrevo isso – mais como um lembrete de tarefas do que como relato – converso com os três membros do time que estarão lá no sertão: Paulo Penna, que usará a função de pacer como treino para as 100 milhas que percorrerá no mês que vem; Mayra Galha, comadre que testemunhará pela primeira vez esse esporte doido que tanto amamos; e Luana Ornelas Bianchi, provavelmente a organizadora mais organizada que já pisou neste planeta.

As próprias bios resumidas já indicam os papeis de todos. Além de me aguentarem – nem imagino o estado de humor que ficarei depois de enfrentar 40 graus de variação térmica durante 3,3 maratonas – e de dividirem a direção do carro,:

  • Paulo provavelmente se esvairá em suor comigo ao coletar todas as letras que Guimarães Rosa despejou sob o solo do sertão
  • Luana garantirá a integridade geral de todos e manterá tudo nos trinques
  • Mayra, que é fotógrafa das de deixar Sebastião Salgado parecendo um batedor de 3×4, registrará essa épica jornada

Sendo prático, o que precisamos endereçar? Checklist abaixo com as iniciais dos nomes dos responsáveis:

  • Carro: Já alugado em BH. Paulo, único morador da cidade, pegará o carro na locadora e, depois de nos pegar no desembarque, iniciará a jornada no volante [R]
  • Os hotéis já estão todos reservados tanto na largada, no Morro da Garça, quanto na chegada, em Cordisburgo [R]

Equipamentos:

  • 1 esteira de Yoga para eventuais desmaios [R]
  • 1 cadeira daquelas de montar e desmontar para momentos de quase-desmaios [R]
  • 1 Cooler [R]
  • 1 mochila de hidratação para eventuais trechos em que o carro não possa ir [R]
  • 1 caixinha de lenços umedecidos + papel higiênico [R]
  • Roupas para mim mesmo: 1 calça para a noite, 2 shorts, 2 camisas, 1 camisa de manga longa, uma segunda pele (que ganhei no kit do Cruce) e uma polar (também do Cruce), meias extras, 2 tênis [R]
  • Vaselina o suficiente para eu escorregar em mim mesmo, evitando qualquer risco de assaduras [R]
  • Câmera da Mayra [M]
  • 1 kit de primeiros socorros [R]
  • Kit comida (pratos, copos e talheres descartáveis) [R]
  • 1 toalha [R]
  • 1 manta térmica [R]
  • Sacos de lixo [R]
  • 1 cabo USB para carregar o que puder ser carregado [R]
  • 2 Headlamps com baterias sobressalentes [R]
  • 2-3 Coletes reflexivos [R + L]

Mantimentos:

Como passaremos 24 horas, aproximadamente, no percurso – e como há muito poucos locais habitados – é importante ter comida e bebida para nós 4 no carro. Isso incluirá:

  • 1 saco de gelo, que deve ser reservado com antecedência e que já providenciarei [R]
  • Um montão de castanha do pará, nozes e amendoins (tanto eu quanto o Paulo somos low-carb) [R]
  • 12 latinhas de Coca [R – item a ser comprado em BH]
  • 30 litros de água [R – item a ser comprado em BH]
  • 20 barras de cereal [R]

Agora é providenciar tudo.